Colocar uma pessoa nova dentro de casa, se não for a tarefa mais difícil, pode ter certeza que está quase lá no topo da lista de “coisas que não gostamos de fazer”

Às vezes, conversamos e entrevistamos várias pessoas ou olhamos dezenas de currículos e nada nos agrada. Ou por compararmos com a empregada anterior (que pode ter sido boa ou ruim demais) ou pelo simples fato de imaginar como uma “pessoa nova” dentro de casa pode ser desconfortável.

Então vamos lá, limpe sua mente e seu coração. Receba as candidatas com acolhimento (com água ou café também seria simpático), mas não perca o foco. Lembre que estamos conduzindo uma entrevista de emprego e todos os detalhes devem ser avaliados e anotados. É muito comum, depois de fazermos várias entrevistas, esqueceremos dos detalhes já conversados ou misturar as informações (não lembrar mais qual falou tal ou tal coisa).

Itens que devem ser avaliados

Segue uma lista de itens que você deve avaliar ao entrevistar uma candidata a empregada doméstica:

Percepção

Às vezes, a gente até esquece que aquele quarto de visitas sem uso, e que geralmente fica sem uso, também precisa ser limpo e aberto com frequência. Então, faça uma lista de todos os cômodos da sua casa e anote os pontos principais que você gostaria que fossem trabalhados em cada ambiente. Imagine-se fazendo a tarefa dela, e tente identificar os “pontos cegos” que existem dentro de casa (aqueles que só notamos que está sujo quando vamos usar). Com base nesse mapeamento, pergunte, por exemplo, como ela lida com cômodos ou utensílios que não são usados frequentemente.

Adaptabilidade

Se existe alguma rotina em nossa casa, com risco de incomodar a empregada, devemos fazer perguntas que possam nos levar a identificar o grau de dificuldade que ela terá de lidar com aquilo. Por exemplo: temos um filho adolescente que 3 vezes na semana treina bateria. É bem importante saber o grau de dificuldade que ela tem de lidar com barulho.

Capricho

Durante a conversa, observe o cuidado e limpeza da candidata nas roupas dela, nas unhas, cabelo e sapato. Pergunte quem a ajuda na limpeza da própria casa e como lida com a desorganização.

Produtos de limpeza

Pergunte quais produtos de limpeza ela está habituada a usar e se tem desconforto com o uso de algum.

Ausências

Pergunte como ela lidava com situações em que precisava faltar ao trabalho anterior e/ou com imprevistos familiares. Lembre de questionar como pretende lidar atualmente com eventuais ausências.

Principalmente, questione como ela avisava os patrões sobre uma ausência programada e uma ausência inesperada.

Ex-patrão

Uma pergunta bem interessante que podemos fazer é pedir para que ela nos diga qual foi o último elogio e a última critica que ela recebeu no último trabalho, e claro, perguntar se ela concorda.

Pergunte, também, o motivo que a fez sair dos empregos anteriores e, caso tenha pedido demissão, se saiu imediatamente ou esperou os patrões encontrarem outra pessoa antes de sair. Com isso conseguirá avaliar o grau de comprometimento da candidata.

Desafio

Faça uma surpresa. Com muito bom humor e gentileza, brinque com a pergunta : “Se eu ligar agora para seus dois últimos trabalhos e perguntasse sobre você, o que acha que responderiam?”. Avalie a reação e, se achar estranha, pergunte o motivo.

Vida pessoal

Pergunte tudo sobre a vida pessoal da candidata:

  • Estado civil;
  • Quantos cônjuges já teve;
  • Se tem filhos e idade deles;
  • Quem cuida dos filhos pequenos;
  • Como é a relação dela com os ex-cônjuge e com o atual;
  • Quantas pessoas moram na mesma casa que ela;
  • Se todos se respeitam e convivem bem;
  • Se a casa dela é frequentemente vítima de intempérie (vento forte, enchente, etc);
  • Como ela organiza os cuidados da casa, durante as férias escolares dos filhos;
  • Tem algum idoso ou acamado que dependa dos cuidados dela;
  • Se, nos empregos anteriores, ela precisou faltar muitas vezes e o motivo;
  • Como está a saúde dela;
  • Se toma algum remédio contínuo;
  • Se tem alguma alergia;
  • O que gosta de fazer nas horas vagas;
  • Os amigos e familiares costumam se comunicar muito via celular (Facebook, Whatsapp) e como eles reagem se ela demorar a responder;
  • Existe dificuldade de condução do trajeto entre a casa dela e a sua;
  • Se tem algum impedimento em trabalhar, eventualmente, em hora extra.

Outras perguntas

Caso sinta que a candidata é uma possível contratada, fale sobre as rotinas diárias, hábitos e gostos da família. Deixe claro as atividades que ela irá executar e pergunte como ela se sentirá executando-as. Exemplo: se você tiver algum animal de estimação em casa, questione como ela se sente em relação a pelos e fezes.

Se tiver mais alguma dúvida, essa é a hora de perguntar!

Enfim…

Esperamos que tenhamos deixado claro como contratar uma doméstica, qualquer coisa entre em contato!

E depois de definir quem será a pessoa contratada, baixe o aplicativo Doméstica App em seu celular e receba em seu e-mail o termo de vale transporte, e também o modelo de contrato de trabalho e, ainda gere a folha de pagamento e receba a DAE (Documento de Arrecadação do eSocial) mensalmente em poucos cliques.

Conheça também nossa assessoria para contratação!